Iniciar Sessão

Opa! Você precisa fazer o login para acessar as funcionalidades do Centro de Leitura!

Esqueceu-se da password?

Pesquisar o site...

Reiniciar

Autor

620 9
Ler mais tarde Remover

O que se segue

A pele e a espessura do desenho

#CajuPeloMundo:  Sob esse guarda-chuva, a revista publica críticas, resenhas e ensaios de acontecimentos recentes  ocorridos fora do Brasil. Este...

Uerj preto no branco

No calendário, o mês de julho já está chegando ao fim, marcando o início do segundo semestre. Mas para...

Carta a Lygia Bojunga

Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente, a minha própria vida. Clarice Lispector, Um...

Os comentários estão encerrados.

9 Comentários

  1. Almodóvar fala sobre desejo , coisa que parece estar em falta neste mundo consumista.
    Confundir isso com cultura do estupro é de um primarismo total.
    Na minha opinião é o cineasta que melhor fala do universo feminino, sobretudo em Julieta.

  2. Gostaria que esse texto tivesse sido escrito por uma mulher! O Almodóvar devia ler seu texto pq o que vc fala é facilmente comprovável.

  3. pelos comentários, podemos dizer que o autor tem razão. Não aceitamos, minimamente, quando um cineasta, um escritor, um “artista”, é um misógino (ou machista). Vejam Woody Allen. A indústria cinematográfica e televisiva é claramente violenta com as mulheres (desde o salário, até a idade e suas formas físicas). Mesmo que artigo não tenha se aprofundado, que profundidade real tem esses filmes? São genialidades inquestionáveis? Questionar é um bom começo. Vale a pena endeusar homens que escrevem e filmam suas visões parciais sobre mulheres?

  4. El cine de Almodóvar me repugna. Como ser humano me merece tan poco respeto como cineasta. Es misógino, vulgar, no conoce el alma femenina y quiere hacer creer que nos gusta ser secuestradas y atadas, maltratadas, violadas, asesinadas, que entregamos a nuestros hijos a redes de pedófilas y muchísimas bestialidades de ese tipo. Las mujeres de Almodóvar nunca han sido transgresoras, han sido marionetas de machistas, de gays, de drogas, y sobre todo del miedo a rebarse contra esa visión denigrante que el tal Almodóvar ofrece de ellas. A ninguna feminista le gusta su cine. No confunda feminismo con lesbianismo revanchista, ese que odia al sexo femenino, intentando hacerlo desaparecer o confinarlo en granjas reproductivas. El día que la mujer española recupere su dignidad y se redefina el concepto de feminismo arrebatándoselo a los que lo han usurpado en nombre del colectivo LGTB, Almodóvar será públicamente lo que todos sabemos que es: un misógino, con mal gusto, poca imaginación y rebosante de vulgaridad.

  5. 99% das mulheres são misóginas? De onde tirou essa informação? Todos os homens são misóginos? Talvez machistas, mas misoginia é algo mais sério. Enumerar os estupros presentes nos filmes do Almodóvar não é comprovar seu silêncio perante o problema. Silêncio seria não falar sobre o tema. E, de certa forma, entre os filmes mencionados, o que acontece em Fale com ela é a única representação problemática de estupro (não assisti à cena de Ata-me). Artigo preguiçoso que levanta polêmica sem argumentos bem fundamentados.

    • Concordo com você, Bruno.
      Parece que aa pessoas não sabem muito bem definir o que é misoginia. Sobre Fale com ela; ‘Quando o enfermeiro Benigno (que nome!) estupra sua paciente’ que lástima! uma história tão complexa abordada de uma maneira tão rasa. E realmente não houve estupro em Ata-me.
      O que houve com Schneider em O último tango em Paris, isso sim foi mto sério,lamentável e chocante! Quanto ao artigo, Bruno tem toda a razão: “levanta polêmica sem argumentos bem fundamentados.”

  6. Em amantes passageiros existe uma cena de uma mulher que tem relações sexuais com um homem inconsciente. O noivo droga a própria noiva e faz sexo com ela. Isso tudo é estupro também.